Av. Bias Fortes, 247 - Lourdes - Belo Horizonte - MG Tel.: 31 3292.7172

Periodontia

A periodontite é decorrente do acúmulo de tártaro, a partir das placas bacterianas, resultado de uma higiene bucal incorreta e da ausência de visitas regulares ao dentista. É fundamental usar as ferramentas para combatê-la, como a escova e o fio dental.

O acompanhamento odontológico é um compromisso para manter na agenda, pois, em casos mais avançados, podem ocorrer infecções gengivais, perda óssea e a necessidade de cirurgias com finalidade protética. A prevenção das doenças periodontais é a utilização correta da escova de dente e do fio dental e, ainda, visitas periódicas ao seu cirurgião-dentista (Periodontista).

A ocorrência de sangramento gengival ao escovar os dentes ou ao passar o fio dental é um indicativo da presença de inflamação na gengiva ao redor dos dentes. A presença de pus nas gengivas, o aumento da mobilidade dos dentes, a mudança de posição dos dentes, o mau hálito, a ocorrência de dor e/ou aumento de volume na gengiva podem estar presentes nos quadros de inflamação das estruturas periodontais.

 

A periodontia acompanhou a evolução das outras áreas, se tornando uma especialidade da odontologia preocupada, além da saúde do paciente, com a estética. A plástica periodontal chega para tratar da estética dos pacientes relacionada às gengivas, ao sorriso do paciente, focando, não somente nos dentes, mas também na forma e cor da gengiva, que aparece tanto ou, às vezes, até mais que os próprios dentes.

A cirurgia plástica gengival pode alterar a forma das gengivas, aumentando ou diminuindo, interferindo assim, indiretamente, na forma e tamanho exposto dos dentes. Assim, as pessoas com dentes muito pequenos, ou mesmo a gengiva muito grande, tendo o chamado “sorriso gengival”, podem reverter  essa situação e ganhar um sorriso saudável e bonito.

Conheça as doenças mais comuns, tratadas pela periodontia:

  • Sangramento gengival: é consequência de inflamação da gengiva, causada pela presença de bactérias
  • Mau hálito persistente (Halitose): é um cheiro persistente que não vai embora depois de escovar os dentes, passar fio dental e enxaguar
  • Gengivas vermelhas, inchadas e sensíveis: causada pelo aumento de placa nos dentes e à medida que o corpo começa a reagir à inflamação. Quando as gengivas estão inflamadas e sensíveis, sangram facilmente ao serem escovadas ou com o uso do fio dental
  • Retração: são gengivas afastadas dos dentes e que provocam a sensibilidade na região devido à exposição da raiz do dente
  • Exsudato purulento (pus) entre a gengiva e o dente: causado pela contaminação bacteriana da área por estafilococos e estreptococos
  • Alteração no formato gengival: desgaste ou diminuição no formato da gengiva
  • Mobilidade dentária: a continuidade e evolução desse processo leva à perda dos dentes, devido ao acúmulo de tártaro, à inflamação dessas estruturas com seu comprometimento e destruição, pela ação bacteriana, colaborando para a formação de bolsas periodontais
  • Presença de cálculo ou tártaro: causada pela escovação de maneira incorreta ou falta de uso de fio dental.

A escovação e uso do fio dental são ações que melhoram, não só a saúde dos dentes, mas das gengivas também. Os cuidados com a saúde bucal vão além da estética, bem-estar e autoestima, afinal, uma vida saudável também é consequência de uma boca saudável.