Av. Bias Fortes, 247 - Lourdes - Belo Horizonte - MG Tel.: 31 3292.7172
Cigarro Vs Saúde Bucal

Cigarro vs Saúde Bucal

[vc_row][vc_column][vc_column_text]As doenças pulmonares – câncer de pulmão, enfisema, bronquite crônica – geralmente são lembradas quando se pensa nas consequências do tabagismo sobre a saúde. Mas, uma vez que o consumo de cigarro pode afetar quase todos os órgãos do nosso corpo, não é surpresa que a saúde bucal também esteja incluída. Veja abaixo alguns problemas na saúde bucal que o cigarro pode causar:[/vc_column_text][vc_column_text]

Halitose:

O mau hálito é um dos primeiros males a ser percebido pelos fumantes e por quem está por perto. Ele ocorre porque o tabaco possui hidrocarbonetos aromáticos e sua combustão deixa partículas de fumaça na garganta e nos pulmões. Seus odores são expelidos quando o fumante fala e respira. Vale ressaltar que o hábito de fumar com frequência causa mau hálito crônico, ou seja, mesmo quando o indivíduo não fuma, o cheiro ruim permanece em sua boca.[/vc_column_text][vc_column_text]

Doença Periodontal:

A doença periodontal é uma infecção da gengiva e dos ossos ao redor dos dentes e ela acontece devido a formação de bactérias bucais prejudiciais, podendo levar à perda do dente.

Desta forma o acúmulo de placa bacteriana é considerado uma das principais causas da doença periodontal e através de pesquisas foi possível constatar que pessoas fumantes tem maior acumulo de placas do que as que não fumam, e as bactérias encontradas nessa placa são muito mais agressivas, podendo causar formas mais graves de doença periodontal.

Além disso o tabagismo interfere no sistema imunológico tornando difícil ao corpo combater as bactérias que causam as doenças periodontais. Com isso, os fumantes têm duas vezes mais risco de desenvolver uma doença periodontal do que os não fumantes.[/vc_column_text][vc_column_text]

Escurecimento dos dentes e gengiva:

Entre os componentes do cigarro está a nicotina, que se acumula nas superfícies dos dentes, causando uma pigmentação escura nos dentes. A pigmentação das mucosas é denominada melanose do fumante, causada pela nicotina que estimula a produção de melanina.

A região mais afetada costuma ser a gengiva vestibular anterior, que assume uma coloração acastanhada. A intensidade da pigmentação diz respeito ao tempo e dose de tabaco utilizado.

Quando um fumante para com o hábito de fumar, as manchas na mucosa desaparecem gradativamente, mas pode levar até três anos para que isso ocorra. E mesmo assim, o ideal é consultar um dentista para avaliar a necessidade de uma limpeza profissional nos dentes e de fazer um clareamento dental.[/vc_column_text][vc_column_text]

Problemas na salivação:

Fumar favorece a xerostomia, que é a diminuição da quantidade de saliva, o que proporciona sensação de boca seca, desconforto na deglutição de alimentos, dificuldade na fonação e maior sensibilidade na mucosa bucal e consequente vulnerabilidade a infecções.

A saliva é extremamente importante para a proteção e limpeza da boca e sua diminuição também aumenta o risco de cáries.[/vc_column_text][vc_column_text]

Mudanças no paladar:

Sim, o fumante tem alterações no olfato e no paladar dos alimentos. O fumo causa atrofia das papilas gustativas do dorso da língua, ocasionando diminuição do paladar, especialmente de alimentos salgados.[/vc_column_text][vc_column_text]

Câncer Bucal:

O câncer bucal envolve a mutação gradual das células sadias na boca e pode ocorrer de várias maneiras. Sempre que a pessoa inala, as substancias químicas prejudiciais do cigarro, essas substâncias passam primeiro pela boca e pela garganta antes de atingir os pulmões. Com o tempo e a exposição contínua, essas substâncias podem causas mudanças na cavidade bucal que podem levar ao câncer bucal. O hábito de fumar está associado a vários tipos de câncer, como o da cavidade bucal, da faringe, da laringe, de lábios e do esôfago. A probabilidade de desenvolver um câncer de boca é de 4 a 15 vezes maior em pessoas fumantes se comparado com pessoas que não fumam. Estima-se também que 90% dos pacientes que morrem por causa de um câncer de boca são fumantes. Lesões brancas ou vermelhas no assoalho da boca, na língua ou na mucosa da bochecha devem ser investigadas imediatamente após o indivíduo perceber sua presença.[/vc_column_text][vc_column_text]Sabendo de tudo isso que o cigarro pode provocar na sua saúde, é importante ficar muito atento a alguns sinais que podem indicar um câncer de boca:

  • Manchas ou placas esbranquiçadas que não são removidas por raspagem
  • Feridas ou úlceras que não cicatrizam por mais de 15 dias.
  • Manchas ou placas avermelhadas
  • Lesões nodulares, endurecidas
  • Inchaços na boca ou no pescoço

Essa auto avaliação não substitui o exame feito por um profissional especializado. Mesmo que você não encontre nenhuma alteração, não deixe de consultar um cirurgião-dentista pelo menos uma vez ao ano.[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column][vc_column_text el_class=”call-box”]

Venha cuidar da sua saúde bucal na Clínica Odontológica Bias Fortes.

Agende um horário conosco (31) 3292-7172 – Será um prazer atendê-lo.

[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row]