Av. Bias Fortes, 247 - Lourdes - Belo Horizonte - MG Tel.: 31 3292.7172
Cárie Dentária

Cárie dentária

[vc_row][vc_column][vc_column_text]A cárie é uma doença que se caracteriza pela deterioração da estrutura do dente. Assim como outras doenças bucais, se não tratada, ela pode abrir caminho para a entrada de bactérias no sistema circulatório, provocando problemas mais graves.

A deterioração do dente é fortemente influenciada pelo estilo de vida do indivíduo. Ou seja, o que come, como cuida dos dentes, utilização de creme dental com flúor, etc.

A hereditariedade também tem um papel importante na predisposição de seus dentes para se deteriorarem.

Embora a cárie seja mais comum em crianças, adultos também estão sujeitos a ela.[/vc_column_text][vc_empty_space height=”20px”][vc_column_text]

Conheça os tipos de cárie:

Cárie coronária – é o tipo mais comum. Ocorre tanto em crianças como em adultos. A cárie coronária se localiza nas superfícies de mastigação ou entre os dentes.

Cárie radicular – à medida que envelhecemos, a gengiva se retrai, deixando partes da raiz do dente expostas. Como não existe esmalte cobrindo a raiz do dente, esta área exposta se deteriora facilmente.

Cárie recorrente – a deterioração pode ocorrer em volta das restaurações e coroas existentes. Isto porque estas áreas tendem a acumular placa, que acabam levando à deterioração. A cárie se não tratada pode causar sérios problemas.

Uma cárie pode destruir seu dente e atingir a polpa (nervo), o que pode resultar em um abscesso, uma área de infecção na ponta da raiz. Uma vez formado o abscesso, ele só pode ser tratado através do tratamento do canal, de cirurgia ou extração do dente.[/vc_column_text][vc_empty_space height=”20px”][vc_column_text]

Como a cárie é formada?

  1. Tudo começa quando ingerimos alimentos que contenham carboidratos (açúcar e amido), como pão, massas, cereais, leite, doces, refrigerantes e frutas.
  2. Por falta ou má higienização, restos dos alimentos permanecem na boca.
  3. As bactérias que estão presentes naturalmente em nossa boca adoram restos de alimentos. Elas transformam todos os alimentos, especialmente açúcar e amido, em ácidos. As bactérias, os ácidos, os resíduos de comida e a saliva se juntam na boca e formam uma substancia pegajosa chamada placa, que adere ao dente. Ela é mais proeminente nos molares traseiro, logo acima da linha da gengiva em todos os dentes, e nas bordas das obturações. A placa que não é removida dos dentes se mineraliza formando o tártaro. A placa e o tártaro irritam as gengivas, resultando em gengivite e, por fim, periodontite.

Bactéria + Ácido + Restos de alimentos + Saliva = Placa bacteriana[/vc_column_text][vc_empty_space height=”20px”][vc_column_text]

Sintomas:

A dor no dente é o sintoma mais comum de uma cárie dentária, mas não o único. Dentes escurecidos e sensibilidade a alimentos quentes e frios também indicam a possibilidade. Mas, atenção: dores no dente também podem estar associadas a outras partes do corpo, conhecidas como dor reflexa ou irradiada. Seu dentista é sempre a melhor pessoa para fazer um diagnóstico seguro.[/vc_column_text][vc_empty_space height=”20px”][vc_column_text]

Diagnóstico:

Somente um dentista pode diagnosticar a cárie, examinando o dente ou por meio de uma radiografia.[/vc_column_text][vc_empty_space height=”20px”][vc_column_text]

Como evitá-la?

A prevenção é o melhor remédio. Uma boa escovação depois das refeições não dá chance para as cáries. Confira abaixo algumas dicas de prevenção muito fáceis que podem deixar eu sorriso mais bonito e poupar você de dores futuras:

  • Escove os dentes, pelo menos, três vezes ao dia, preferencialmente, depois das refeições (até uma hora) e principalmente antes de dormir.
  • Pelo menos uma vez ao dia, antes da escovação, passe o fio dental para limpar entre os dentes. O melhor horário para utilizar o fio dental é antes de dormir.
  • Use escova macia e creme dental com flúor (exceto crianças menores de 6 anos).
  • Solicite o seu dentista orientação sobre o uso de enxaguantes bucais para o seu caso específico.
  • Visite seu dentista, pelo menos uma vez por ano, para limpeza e avaliação. O ideal seria uma visita a cada 6 meses.
  • Faça refeições balanceadas e limite os “lanches” nos intervalos, especialmente aqueles que contêm açúcar. Dê preferência para iogurtes, queijos e frutas.
  • Beba bastante água para estimular a produção de saliva.
[/vc_column_text][vc_empty_space height=”30px”][vc_column_text]Veja também: O que pode te causar aftas?[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column][vc_column_text el_class=”call-box”]

Venha cuidar da sua saúde bucal na Clínica Odontológica Bias Fortes.

Agende um horário conosco (31) 3292-7172 – Será um prazer atendê-lo.

[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row]